Pages

terça-feira, 17 de maio de 2011

O papel do cerimonial


Visite o novo endereço do blog:


Retomando o assunto de cerimonial, gostaria de falar um pouco mais sobre o papel de um (a) cerimonial...e com a palavra, uma profissional do ramo. Entrevistei a Roberta Rodrigues, conhecida no Twitter como @cerimonialista. Ela também tem um blog bem bacana sobre casamento.


Pra você, qual é o papel do cerimonial?
O cerimonial é o anjo da guarda dos noivos. É este profissional que faz o papel que o casal cumpriria se não estivesse casando. O cerimonial supervisiona todos os detalhes para que o conjunto saia como o esperado.

O que uma cerimonial não pode deixar acontecer de jeito nenhum?
O cerimonial precisa dar a diretriz, estar no comando. Ela não pode, por exemplo, deixar os participantes do cortejo se sentirem perdidos durante a cerimônia. Também não deve deixar que os profissionais envolvidos monopolizem os noivos, mas também precisa colaborar com estes profissionais para que tudo fique em harmonia.

Até onde a cerimonial pode interferir na escolha dos noivos?
Tudo é uma questão de bom senso. O casamento é dos noivos, precisa ter a cara deles. Porém, não há como deixar que o casal opte por algo que, por experiência profissional, sabe-se que não dará certo. O cerimonial precisa pensar na logística, no contexto, em tudo. Contudo, isso se resolve com paciência. Basta mostrar ao casal que o que eles querem pode não dar certo e mostrar os motivos. E caso a cerimonialista pense em não se manifestar, seja lá por qual razão, acabará como culpada por não ter avisado sobre as possíveis consequências da escolha.

E aí, vocês concordam com a Roberta? Se você é cerimonial e também gostaria de opinar, é só escrever para vestidadebranco@gmail.com ou deixar um comentário aqui mesmo neste post.

1 comentários:

Giselle disse...

De forma super simples e objetiva resumiu as maiores atribuições do Cerimonial. Porém alguns clientes não conseguem muito bem ver a complexidade que é 'dirigir' a cerimônia de forma que tudo ocorra bem e sem imprevistos ou surpresas desagradáveis. Gostei muito sobre o que foi dito sobre falar o que não dá certo... Muitos cerimonialistas tem um receio enorme de fazer isso, não explicam (aí o profissional deixa de cumprir o seu papel, o que ao meu ver é grave) ou falam de forma indelicada. É importantíssimo que o cerimonial dê espaço para os noivos sonharem, e depois ver o que é possível ser feito; sob pena da gente ver tantas festas iguais às outras...

Postar um comentário